segunda-feira, 21 de junho de 2010

Imagem.


Engraçado como escuto dizer que o Brasil é referência lá fora no tratamento de AIDS, mas me deparo com uma situação. Quem sabe disso somos nós que começamos a investigar sobre a doença à partir do momento que descobrimos nosso contagio, e os outros? Os outros continuam sem saber, com medo.


Já me deparei com vários episódios inteiros em seriados norte americanos, dedicados á doença. Pude até mesmo com toda minha ignorância, aprender muitas coisas novas e refletir cada vez mais sobre minha relação com a doença. E isso é saudável, isso colabora e muito. Mas vejo isso em um Grey’s Anatomy, Private Practice, E.R. e em Queer as Folk ( que não sendo um seriado médico, lidou muito bem com o assunto). Mas e aqui, no país referência mundial?

Importante sim estarmos avançando cada dia mais em pesquisas, mas também não devemos esquecer a luta diária por uma vida normal. A conscientização de toda uma população que não sabe lidar com isso. As dúvidas e angústias que a maioria de nós nem tem com quem tirar.

Se algumas coisas não mudarem, a imagem do cazuza morrendo ainda será a única na memória dos brasileiros, e o medo e preconceito ainda irá perdurar por muito tempo.

Nenhum comentário: