domingo, 7 de novembro de 2010

O primeiro comprimido


Sensação de medo, aperto no coração, olhos apertados e sem força para conter as lágrimas, tristeza.
Assim foi a viagem mais longa de metrô da minha vida quando saí do hospital. Cheguei em casa e chorei, muito.
Depois do dia da descoberta do HIV em mim, esse talvez tenha sido o segundo pior dia. Dormi..estava exausto e precisava me fortalecer para dar a notícia para as pessoas, precisava passar serenidade.

Decidi tomar apenas no Domingo, eu tinha que trabalhar e estava com medo dos efeitos colaterais. Tudo foi estranho de quarta-feira até a madrugada do domingo. Continuei chorando durante os dias, um choro mais controlado. Choro que originava da sensação de medo, de perda da minha maior conquista na vida: minha liberdade. Liberdade essa que agora estaria sob a mira dos horários da minha medicação. O tempo, que eu ignorei por muitas vezes na minha vida, agora me controla...diariamente.
No sábado organizei os comprimidos, 3 por dia, já separados para toda a semana naquelas caixas específicas.
Não pretendia sair no sábado, mas acabei indo em uma festa... me diverti com colegas e amigos e chegou um momento em que eu estava sozinho, perto das caixas de som, e uma sequência ótima de músicas tocou, nossa como eu precisava daquele momento. Não pensei em nada...sorri e senti a música me dominando até que percebi que lágrimas tinham escorrido pelo meu rosto. Estava concluída minha "Despedida". Me despedi e voltei sozinho para casa. Olhei no relógio e eram quase 7 da manhã. peguei o primeiro comprimido, respirei e tomei.




5 comentários:

Yan disse...

Você tinha 50% de chances de ser o escolhido e 50% de chances de não ser o escolhido.
E vc foi o escolhido! Você foi corajoso! Vc nem me ligou para dizer o que estava acontecendo!
Eu não sei se acredito em destino, mas definitivamente acredito em sinais. Boa sorte amigo.

Chris Rodrigues disse...

eu acredito que as possibilidades que estão vindo pra vc são ótimas, de verdade. A oportunidade de vc ter entrado nesse estudo, apesar de ter q lidar com a rotina de remedios e ter q lidar mais de frente com a doença, com certeza vai te trazer bons frutos.
obrigada por confiar em mim pra se abrir, pode ter a certeza absoluta que sempre que precisar vc pode confiar em mim pro que for.
Beijão queridoooo!força sempre!

Tati disse...

Voce sabe que eu não sou boa em me expressar, mas você sabe, que eu to aqui, todos os dias, pensando em você. Torçendo e desejando toda força do mundo!. Força, amigo! Força, pra vc continuar sendo essa pessoa UNICA que vc é, na minha vida, e na vida de todos que te amam.

Anônimo disse...

Oi, nao te conheço, nem sei como vim parar no seu blog ha um tempo atras...So sei que agora é leitura obrigatoria pra mim, toda semana...Gosto muito do jeito que vc escreve, da maneira que se expressa. Beijo, Ana.

fenix_kuan disse...

OLAAAAA.. tbm sou positiva .. em todos os aspectos... e gostaria de te dizer que me fortalece saber que ñ estamos sozinhos nessa batalha.. então .. vamos aproveitar a vida da melhor forma possível. Força meu querido