domingo, 27 de fevereiro de 2011

Remédios e mais nada!


"Em nossas próprias vidas não conseguimos pensar direito. Não Fazemos a escolha Final. Quando se trata de nós mesmos, não fazemos nada disso. Porque se toma seus remédios, paga seus impostos e nunca fura fila... O Universo ainda lhe dá pessoas para amar...E depois as deixa escapar por seus dedos como água. E o que sobra? Remédios e mais nada."

Mais um texto de Grey's Anatomy com que me identifiquei bastante, ainda mais nesse momento em que lido melhor com minha solidão e minha medicação. A boa nóticia é que até o presente momento, 15 dias depois de reiniciar o tratamento, não apareceram manchas...enfim acho que encontrei minha medicação! Ainda bem... agora o passo é fazer isso se tornar de vez minha realidade, minha rotina me deixando mais livre para olhar para outras coisas.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Re-Recomeço


Luan, vamos para uma nova combinação de remédios. E lá fui eu, novamente, agora com o Kaletra, Tenofovir e Lamivudina. 7 comprimidos de uma vez!

Desta vez não teve drama, cena e nem momento marcante. Estou cansado...acordei no horário da medicação e ainda sonolento tomei os remédios e voltei a dormir. Quando consigo dormir ao menos uma hora depois de tomar os remédios o mal estar é bem menor...7 compimidos...muita coisa. Teve dia que passei mal, mas confesso que torço para ser a medicação que me acompanhará pois não preciso guardar nada na geladeira e posso tomar todos em um único horário.
Hoje posso dizer com certeza que fico feliz em estar no projeto, todos atenciosos e torcendo para eu não ter reação alérgica. E eu quase neurótico olhando meus braços a cada 10 minutos desejando não ver manchas vermelhas.
Não estou conseguindo me concentrar, comecei em um trabalho novo e estou me esforçando para estar presente por inteiro, na faculdade atrasado com textos...mas me esforçando para focar... só que está difícil. Em casa um preguiça me consome absurdamente, mas não preguiça por preguiça entendem? è que a sensação é que preciso resolver qual será minha rotina de remédios para ir adiante, não ter o medo de mais uma alergia me invadindo a todo instante....ah como quero resolver isso logo.

Enquanto aguardo com os dedos cruzados me seguro como posso, aguento o mal estar e a diarréia e me levanto...aos poucos confesso...mas me levanto.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Replay


Hoje eu poderia copiar e colar um post antigo, já que a situação é quase a mesma.
Novamente a primeira semana passou. Tive mais enjôos, mal estar e dor de cabeça por quase todos os dias, muito mais que com a outra medicação. Isso ocorria mais no período da manhã, já que eu tomava todos os comprimidos juntos... nossa e como são fortes... Chegava sempre na hora do almoço passando um pouco mal. E para piorar estava trabalhando em um local novo, foi meio tenso...confesso. Na semana seguinte trabalhei em um evento onde já conheço todos, foi bem mais tranquilo, mas estava muito quente e não descansei o necessário. Os enjôos ficaram mais fortes chegando ao vômito por duas vezes, a dor de cabeça começou a bater muito, muito forte. Na sexta-feira percebi que não estava bem, mas aguentei firme, no sábado não teve como. A febre veio e a cabeça parecia explodir. Parei tudo e deitei.. no início da madrugada observei manchas vermelhas aprecendo. Pensei: "Droga, tudo de novo"! Fui dormir e quando acordei elas estavam lá, por todo meu corpo, do pescoço até os pés....novamente.
Liguei para a médica e informei. Iniciei o anti-alérgico e torci para passar rápido.
Na segunda passei o dia no hospital, fizeram vários exames, ainda tinham a esperança de ser algo como dengue ou coisa do tipo, já que estranharam a febre e as dores no corpo...mas não. É pura e simples alergia...novamente.
Parei a medicação e vão tentar com uma nova, trocando praticamente tudo.

Estou cansado, cansado de esconder, de parecer forte... às vezes quero apenas ficar quieto, mas a vida continua e eu não posso para de correr atrás dela. Tomara que dê certo com a próxima combinação... tomara que eu me adapte...tomara... minha vida deu uma parada e preciso seguir, ainda não sei ao certo pra onde...