sábado, 8 de setembro de 2012

Meu Desejo


Eu me enganei e agora não sei como consertar isso.
Sou muito racional e sempre fui. Desde novo eu sabia que a profissão de ator era muito inconstante e por isso comecei a estudar e a me dedicar cedo. Acreditei, de verdade, que o esforço valeria a pena, mas que com 30 anos eu poderia ter uma vida. Ser realmente independente de tudo e todos, e mais do que isso, que eu poderia estar ampliando esta minha vida. Acreditei que com 30 estaria com uma casa e poderia constituir uma família, sonhei com isso, desejei isso. Não me importava se me casaria com mulher ou com homem, eu seria um pai de família e teria meus filhos. Daria um jeito para isso... Realizaria meu maior objetivo...
Mas hoje, hoje não me aguento de tanta dor. Talvez o "Inferno Astral" esteja ajudando, mas não quero comemorar nada. Meu aniversário chegando e estarei com 28. Me olho no espelho e só o que eu vejo é alguém sem nada. Alguém galáxias de distância do que esperava da vida. Não quero parabéns.
Com o HIV eu aprendi - de certa forma - a lidar, mas e com minha vida toda? Hoje eu não danço mais, hoje eu raramente estou em um palco, hoje eu não sei mais quem sou e muito menos para onde eu vou. Tenho centenas de pessoas ao meu redor, mas no fundo estou sozinho, e assim foi durante esses quase 28 anos. Orgulho-me do ser humano que me tornei, mas não me orgulho da minha vida. Me esforço muito para demonstrar minha gratidão para cada pessoa que me ajudou, e passarei a vida fazendo isso, pois sou realmente grato por cada um. Mas não dá mais, não consigo mais. Acordo todo dia tirando uma energia que não sei de onde para me agarrar nas coisas que eu tenho, mas não sei... Não sei... Não sei de absolutamente nada...
Hoje eu queria acordar e ser como era antes. Ser quem eu era. Hoje eu queria ser feliz. Não quero festa, queria passar sozinho. Só queria o bolo e vela, para eu apagar desejando parar de sobreviver e poder voltar a Viver.

4 comentários:

Anônimo disse...

Calma que isso é uma fase.Voce vai comemorar os 33 anos curado,pode apostar!
Abraços.

Anônimo disse...

Oi!
Descobri tem 3 meses. Sou carioca, ator tb,e passo pela mesma coisa. No momento faço um mestrado em Buenos Aires, mas com o hiv, larguei. Perdi o cara que amava, porque ele é negativo. E li seu post, sobre perda. Volto pro Rio agora fim do ano, com malas e livros. Sem esperaça. Começar do zero e cansado. O virus acabou com muitos sonhos... Essa coisa toda cansa e olha que tneho apenas 3 meses de descoberto... Exames e exames. Sou dramaturgo, escrevo e estou escrevendo uma peça sobre o tema. Se pudermos trocar contato, seria legal. Um abraço e força

Anônimo disse...

Gente, que coisa mais deprÊ! Pelo amor de Deus!

Anônimo disse...

Putz mesma sensações que sinto!